quinta-feira, 26 de abril de 2018

Falando sobre DEL #7: 38 jogos e mais uma vez Red Bull München campeão



Os playoffs na principal liga alemã começaram com o chamado playoff round, a fase onde os quatro piores classificados para a pós-temporada disputam as duas últimas vagas para as quartas de final. As duas séries duraram dois jogos apenas, em uma o Grizzlys Wolfsburg passou com facilidade pelo Schweinner Wild Wings. Na outra, o Fischtown Bremerhaven Pinguins venceu dois jogos com emoção sobre o Iserlohn Roosters.
O Pinguins teve pela frente o Red Bull München nas quartas de final, o time de Bremerhaven fez uma belíssima partida no jogo 1 capturando a vitória em Munique. Com tudo, o Red Bull dominou completamente o Fischtown nos jogos restantes e venceu a série por 4 jogos a 1.
Já o Wolfsburg foi atropelado pelo Eisbären Berlin nos primeiros jogos, se salvou de uma varrida, mas não conseguiu mais do que isso. Eisbären venceu a série em 5 jogos. Na série mais equilibrada das quartas de final, o Thomas Sabo Ice Tigers conseguiu superar o ótimo time do Kölner Haie em 6 jogos, o time de Colônia colocou pressão sobre o Thomas Sabo, mas não conseguiu manter a pressão. Logo após a eliminação, a grande estrela do time anunciou sua aposentadoria: Christian Ehrhoff deixaria os gelos após 18 temporadas como profissional, um título da DEL em 2002-03 pelo Krefeld Pinguine, uma carreira longa na NHL e uma histórica medalha de prata em PyeongChang 2018.
Na última série das quartas, o Adler Mannheim passeou sobre o ERC Ingolstadt em 5 jogos e conseguiu a passagem para as semifinais de modo surpreendente. Não que o Ingolstadt fosse muito favorito para a série, mas o Adler dominou completamente o adversário e isso foi a grande surpresa.
Mas, o Adler Mannheim parou por aí. Nas semifinais o Red Bull München bateu a equipe de Mannheim com facilidade em 5 jogos chegando a mais uma final e com o sonho de um tricampeonato vivo. Na outra semifinal o #2 e o #3 se encontraram, no primeiro jogo o Eisbären passou fácil pelo Thomas Sabo fazendo 5-1. O resto da série foi mais complicada, foram 5 jogos sempre definidos por 1 gol apenas, mas o time de Berlim teve forças para superar o rival de Nuremberg e garantir a passagem para as finais.
De um lado o atual bicampeão da DEL, do outro o time 7 vezes campeão da liga sendo o maior campeão da Alemanha desde a criação da DEL em 1994. Uma final de peso, era o melhor contra o segundo melhor da temporada regular, dois times que disputaram cabeça a cabeça a melhor campanha por quase todos os 52 jogos.
A primeira partida foi muito intensa e emocionante, mas o Eisbären venceu em Munique por 3-4. No jogo seguinte o roteiro não mudou muito, exceto o local que foi Berlim e o placar final, o Red Bull devolveu a derrota em casa fazendo 4-5. No jogo 3 o time de Munique conseguiu folga e fez 4-1 em casa, com menos folga no jogo 4, mas ainda sim o Red Bull fez 2-4 em Berlin e estava com uma mão na taça.
Nenhum time vence uma liga 7 vezes em 9 temporadas atoa, claro que a dinastia do Eisbären Berlin já se encerrou, com tudo a mentalidade continua lá. No jogo 5 enfrentado uma possível derrota na série e na casa do adversário, o Eisbären começou muito bem abrindo 1-3 de vantagem no primeiro período. No final do segundo período os times estavam 2-4, mas o Red Bull foi ao ataque e devolveu o mesmo 3-1 que sofrera no primeiro período empatando tudo em 5-5. A prorrogação não demorou muito, com 1 minuto e 16 segundos Jamie MacQueen deu a vitória para o time de Berlim garantindo o jogo 6.
Terceiro título consecutivo do Red Bull (Foto: Sven Hoppe/dpa)
Na sua casa, o Eisbären se impôs, conseguiu fazer 5-3 em um jogo muito difícil e disputado. A série que estava 3-1 em favor do München agora estava 3-3, tudo culminou em um jogo 7 em Munique. O Red Bull colocou suas forças finais e intensidade para ter sucesso no jogo, o time da casa fez 5-1 em dois períodos ficando muito perto do título. A partir daí o Eisbären tentou o milagre, marcou 2 vezes, mas sofreu o sexto gol no contra ataque, o time de Berlim colocou suas últimas forças tentando evitar o que parecia o destino. Pela frente do ataque de Berlin estava Danny aus den Birken, o goleiro do Red Bull fez 38 defesas na partida e segurou o adversário.
Red Bull München 6-3 Eisbären Berlin no jogo 7, o time de Munique conseguiu o tricampeonato da DEL. A força do Red Bull mais uma vez se impôs sobre os rivais e pelo terceiro ano consecutivo o time pôde se chamar de Deutcher Meister. Jonathan Matsumoto foi o MVP dos playoffs, o canadense de 31 anos fez 8 gols e 6 assistências na pós-temporada, 14 pontos em 17 jogos disputados.
O Red Bull München continua no topo do hóquei alemão e vai ficar ao menos até 2019.

domingo, 22 de abril de 2018

Ak Bars vence a Gagarin Cup 2018


O Ak Bars Kazan fez história neste domingo ao ser a primeira equipe da KHL á vencer três vezes a Gagarin Cup; o treinado do time Zinetula Bilyatedinov também se tornou o primeiro treinador a ser campeão três vezes com uma única equipe, já que Oleg Znarok tem dois títulos com o Dínamo e um com o SKA. Além disso Danis Zaripov conquistou seu 5° título na KHL, o veterano esteve presente nos dois primeiros campeonatos ganhos com o Ak Bars, depois ganhou mais dois com o Metallurg e neste domingo chegou ao seu 5° triunfo na liga.
Os jogadores decisivos para o título da equipe tártara neste domingo foram o goleiro Emil Garipov e o atacante Rob Klinkhammer. Garipov fechou o gol durante todos os ataques do CSKA que pressionou o jogo inteiro, enquanto Klinkhammer marcou o gol que deu o título ao Ak Bars em uma das poucas oportunidas em que a equipe esteve no ataque; Justin Azevedo pode não ter marcado hoje mas ele foi o principal jogador do time nos playoffs marcando 24 pontos em 19 partidas ficando com o título de MVP.

Para o CSKA esta foi a Segunda vez  em três temporadas que a equipe fica com o vice campeonato, com isso a equipe de Moscou segue sem ganhar nenhum título desde a era soviética; enquanto isso o Ak Bars é campeão pela terceira vez em dez anos.

Lances da partida que fechou a série em 4 a 1 para o Ak Bars:



quarta-feira, 11 de abril de 2018

KHL: Quem ficará com a Gagarin cup?

Resultado de imagem para gagarin cup

Neste sábado se inicia a disputa entre CSKA e Ak Bars para ver quem fica com a Gagarin cup da temporada 2017-18 da KHL;  do lado da equipe de Moscou será a segunda final a ser disputada pelo time, que perdeu a série por 4 a 3 na temporada de 2015-16; já o time de Kazan disputa sua 4ª Gagarin cup, sendo que a equipe ganhou as duas primeiras temporadas inaugurais da KHL e foi vice na temporada 2014-15. O Ak Bars chega a Gagarin Cup um pouco mais descansado que a equipe de Moscou, o time de Kazan perdeu apenas dois jogos em todos os playoffs e além disso varreu o Traktor na final de conferência; enquanto o CSKA teve que suar para derrotar o SKA em 4 a 2; é claro que levando em conta o rival enfrentado nas finais de conferência o CSKA teve um desafio maior um dos responsáveis por levar a equipe de Moscou a final foi o goleiro sueco Lars Johansson apesar de ser o reserva de Ilya Sorokin o sueco fechou o gol no confronto contra o SKA, outro jogador que também tem sido fundamental para o CSKA é Mikhail Grigorenko que é o artilheiro dos playoffs com 9 gols. Do lado do Ak Bars o destaque dos playoffs é Justin Azevedo o canadense é o lider de pontos nos playoffs com 7 gols e 14 assistências além dele o defensor Vasily Tokranov tem sido importante para a equipe marcando gols e dando assistências em momentos importantes para o time.
A Gagarin Cup começa neste sábado (14) com a primeira partida em Kazan.

Mercado de transferências:


Enquanto CSKA e Ak Bars lutam pela Gagarin Cup alguns times já se movimentam para a próxima temporada:

SKA - O treinado Oleg Znarok deixou o SKA após a eliminação para o CSKA, para o seu lugar deve vir Ilya Vorobyov bi-campeão da Gagarin Cup com o Metallurg; quem também deve estar de saída é Ilya Kovalchuk o jogador está próximo de retornar a NHL, existe um forte interesse do NY Rangers por ele; outro que também pode ir para a NHL é o goleiro Mikko Koskinen que já tem negociações com o NY Islanders

Barys Astana - Nigel Dawes não renovou com a equipe do Cazaquistão o jogador declarou a vontade de conseguir ganhar a Gagarin Cup e deve trocar de equipe na KHL

Salavat Yulaev - Erkka Westerlung deixou o comando da equipe para seu lugar vem Nikolai Tsulygin; o time também já tem encaminhada a contratação do goleiro finlandês Juha Metsola do Amur.

Metallurg - Ilya Samsonov deixou a equipe para se juntar aos Capitals de NHL, com sua saída Aryom Zagidulin deve assumir o posto de goleiro reserva da equipe; qume pode fazer o caminho inverso é o defensor Alexei Bereglazov que teve seu contrato terminado com o NY Rangers; lembrando que o jogador já atou pelo Metallurg nesta temporada por empréstimo e agora poderá assinar com o time.

quarta-feira, 28 de março de 2018

KHL anuncia mudanças na liga


O conselho administrativo da KHL se reuniu nos últimos dias para discutir vários assuntos sobre os próximos passos que a liga deve dar nos próximos anos;

O primeiro tópico discutido foi o local do próximo All-Star Weekend, os candidatos foram as cidades de Helsinki, Omsk, Kazan e Magnitogorsk, depois de discutir os prós de cada cidade, a escolhida foi Kazan. 

Após isso foi anunciado também a data de inicio da temporada 2018/19, que começará no dia 1° de Setembro; os times irão jogar pelo menos 60 partidas com o calendário ainda a ser criado porém é esperado que o número de confronto entre rivais de divisão e conferência cresçam. A KHL também considera mudar o formato dos playoffs colocando um tipo de cruzamento entre times de conferências diferentes na terceira rodada, porém isto ainda não foi confirmado e segue sendo apenas uma hipótese.

Outro tópico que já vinha sendo falado ao decorrer da temporada era a redução de times na liga, anteriormente foi planejado que 3 times sairiam da liga ao fim desta temporada, porém o número foi reduzido para 2; e as equipes consideradas com menor potencial de desenvolvimento foram o Lada e o Ugra, os dois times vão competir na VHL na próxima temporada, isso significa que a KHL passará a contar com 25 equipes no total. 
A decisão de tirar as duas equipes da liga foi feita a partir de um ranking que leva em conta a audiência de TV, localização, Arena e outros pontos; abaixo a classificação de cada time neste ranking:

1. SKA 2.Jokerit 3.CSKA 4.Metallurg 5.Lokomotive 6.Dynamo Moscow 7.Ak Bars 8.Avangard 9.Salavat Yulaev 10.Dinamo Minsk;
11.Sibir 12.Traktor 13.Torpedo 14.Barys 15.Avtomobilist 16.Sochi 17.Spartak 18.Neftehimik 19.Amur 20.Slovan;
21.Kunlun 22.Admiral 23.Dinamo Riga 24.Severstal 25.Vitaz 26.Lada 27.Ugra

Por fim o conselho administrativo aprovou o Salary Cap para as próximas temporadas:

2018-19 - 850 milhões de rublos + 20% de multa por violação do limite salarial
2019-20 - 800 milhões de rublos + 30% de multa por violação do limite salarial
2020-21 - 900 milhões de rublos (hard cap*)
*Cada equipe não deve registrar mais do que três jogadores que não contem para o salary Cap

Para estimular as equipes a utilizarem jogadores jovens os atletas com até 21 anos não serão levados em conta no salary cap.






segunda-feira, 5 de março de 2018

Falando Sobre DEL: Rumo aos Playoffs



A temporada regular na elite do hóquei alemão terminou nesse domingo, 04/03, um capítulo foi terminado, mas outro logo se iniciará. Sem surpresas, o Red Bull München terminou a temporada regular em primeiro, o time de Munique tentará o tricampeonato consecutivo. Em segundo lugar e também classificado para a Champions Hockey League 2018-19, o Eisbären Berlin entrará nos playoffs com o segundo favorito e com muita força e capacidade de conquistar seu oitavo título da DEL. Fechando o clube dos 100 pontos ou mais, o Thomas Sabo Ice Tigers entra para a turma de quem está entre os grandes favoritos.
O Eisbären Berlin terminou a temporada regular em segundo (Foto: Nordphoto/Müeller/Picture Alliance)


ERC Ingolstadt, Adler Mannheim e Kölner Haie completam os seis primeiros classificados e os que já estão garantidos nas quartas de final. As posições a partir do Ingolstadt só foram definidas no final do jogo 52, foi por pouco que esses times conseguiram entrar direto nas quartas de final e cada um deles contou com resultados favoráveis para isso. ERC Ingolstadt e Adler Mannheim vão se enfrentar, já o Kölner Haie terá o Thomas Sabo Ice Tigers pela frente.

Com tudo, antes de começarem as quartas de final tem uma fase que os alemães chamam de playoffs. Quatro times se classificaram para a última chance de estar entre os oito melhores: Grizzlys Wolfsburg, Iserlohn Roosters, Pinguins Bremerhaven e Schwenninger Wild Wings. Wolfsburg e Schwenninger vão se enfrentar, assim como Iserlohn e Bremerhaven. As séries melhor de 3 serão disputadas essa semana, quem vencer dois jogos avança para enfrentar ou Red Bull München ou Eisbären Berlin. Não tem muitas chances, mas um desses quatro times pode ser a grande zebra da temporada na Alemanha afinal, como diria o grande pensador, o jogo é jogado.
Düsseldorfer EG, Augsburger Panther, Straubing Tigers e Krefeld Pinguine irão assistir tudo isso do conforto do sofá. Para esses quatro times a temporada 2017-18 terminou, é hora de analisar o que deu errado e corrigir para a próxima temporada. 

É hora de decisão, hora de um capítulo novo ser escrito e levar ao final da temporada 2017-18 da DEL. Os duelos pelo título da DEL estão logo a seguir, temos candidato a tricampeonato, oitavo título, quebrar seca longa, todos os diferentes tipos de história. Qual delas que irá prevalecer vamos conhecer em breve.

quinta-feira, 1 de março de 2018

KHL: Que venham os playoffs!


O último dia da temporada regular da KHL foi bastante dramático; 3 times disputando as duas últimas vagas aos playoffs nas duas conferências!

Começando pelo Leste, Amur, Sibir e Avangard chegaram ao último dia da temporada regular disputando duas vagas aos playoffs; a equipe de Khabarovsk jogou mais cedo enfrentando o Admiral precisando apenas pontuar dependendo dos outros resultados para garantir sua segunda participação na história dos playoffs da KHL; O gol de Konstantin Glazachev no meio do primeiro período ameaçou as esperanças da equipe, mas Michal Jordan empatou o placar no segundo período, após isso se viu muitos disparos do Amur no gol de  Nikita Serebryakov que defendeu tudo e levou o jogo ao Shootout onde Vadim Pereskokov marcou o gol da vitória para o Admiral; com 1 ponto conquistado o Amur agora dependia do resultado do jogo entre Sibir e Traktor; o time de Novosibirsk precisava vencer para não depender do resultado do jogo entre Avangard em Barys, porém mesmo jogando em casa o Sibir foi goleado em casa por 4 a 1 resultado que deu a 3ª colocação ao Traktor na conferência e garantiu o Amur nos playoffs. Agora o Sibir dependia da derrota do seu maior rival para ir aos playoffs jogando em Astana o Avangard precisava vencer no tempo normal para se classificar, a equipe de Omsk sofreu demais contra o Barys Astana e encerrou o primeiro período perdendo a partida por 3 a 1; porém os gols de Daniil Faizullin e Kirill Semyonov empataram o jogo no segundo período e faltando 1 minuto para o fim da partida Semyon Koshelev marcou o gol que deu a vitória e a vaga aos playoffs as águias de Omsk.

Já no Oeste as coisas não foram menos emocionantes, Severstal, Dinamo Moscou e Spartak Moscou eram quem disputavam as duas últimas vagas e o detalhe mais importante as duas equipes de Moscou se enfrentaram em um jogo de vida ou morte valendo uma vaga nos playoffs, enquanto o Severstal precisava pontuar contra o SKA; no derby de Moscou o Dinamo precisava de uma vitória a qualquer custo já o Spartak poderia ir aos playoffs mesmo sendo derrotado. Jogando em casa o Spartak tinha tudo para confirmar sua vaga aos playoffs que não conseguia desde 2011; no primeiro período Alexander Dergachyov marcou o gol vital.

Porém o Dinamo respondeu com dois gols rápidos no início do segundo período. Juuso Hietanen empatou a partida, e Vladimir Bryukvin fez o 2-1. Agora, o Spartak estava fora dos oito primeiros, e o Dinamo se classificava aos playoffs. Porém a alegria do Dinamo acabou quando Lukas Radil conseguiu o 2-2 e logo depois Spartak entrou em uma vantagem de 4-2, com os gols de Vyacheslav Leshchenko e Ben Maxwell. Nikulin ainda diminuiu para o Dinamo mas não evitou que a equipe ficasse fora dos playofss pera primeira vez na história da KHL. Com a vitória do Spartak sobre o Dinamo o Severstal confirmou sua vaga nos playoffs mesmo sendo derrota pelo SKA por 1 a 0 no SO.

Os playofss da KHL se iniciam neste sábado com as partidas entre Jokerit x Sochi e Lokomotiv x Torpedo, ambos os jogos ás 10:00 da manhã no horário de Brasília. 

Abaixo todos os confrontos dos playoffs:

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Russos conquistam o ouro em PyeongChang

O dia de encerramento dos Jogos de Inverno de 2018 em PyeongChang na Coréia do Sul entrou para história do hóquei no gelo olímpico russo com a equipe de atletas olímpicos da Rússia que derrotou a equipe da Alemanha por 4-3 na prorrogação. A partida da disputado do ouro olímpico em PyeongChang foi a primeira final olímpica em 20 anos para a equipe da Rússia, que perdeu  para a República Tcheca nos Jogos de Inverno em 1998 no Japão; já do lado dos alemães esta foi a primeira final da história da equipe olímpica. Os melhores resultados olímpicos da Alemanha no hóquei foram o bronze nos Jogos de Inverno de 1932 nos Estados Unidos e outro bronze nas Olimpíadas de 1976 na Áustria.


Os jogadores russos, que participaram das Olimpíadas de 2018 sob o status neutro com cores da bandeira do Comitê Olímpico Internacional (COI). O primeiro período foi bem disputado e quase chegou a terminar sem gols, mas com apenas meio segundo antes do intervalo, o russo Vyacheslav Voinov conseguiu vencer o goleiro alemão Danny aus den Birken para abrir o placar em 1-0.

O time de atletas olímpicos da Rússia iniciou a competição com a derrota de 2 a 3 para Eslováquia, mas após isso conseguiu uma sequência de vitória em todos os jogos até a final de hoje. A equipe alemã, por sua vez, iniciou sua campanha olímpica com duas derrotas consecutivas, mas depois recuperou o controle de vitórias em outros jogos antes da rodada do play-off. Os alemães enfrentaram a Suécia e seu renome nas quartas de final e surpreenderam o Tre Kronor com a vitória por 4-3. Mais tarde nas semifinais, a Alemanha derrotou os Campeões Olímpicos de 2010 e 2014, o Canadá, com o mesmo resultado vencedor de 4-3.

É por isso que a equipe da Alemanha não deveria desistir facilmente da partida e eles responderam ao empatar em 1-1 no meio do segundo período, quando Felix Schutz deu um forte disparo batendo Koshechkin no gol russo. O gol marcado esquentou o jogo de ambas as equipes com uma troca de ataques intensos em cada lado, mas o placar continuou até o fim do período.

Os últimos 20 minutos do jogo foram sem gols pela maior parte do tempo, mas com mais de sete minutos para o fim do jogo, Nikita Gusev disparou no canto esquerdo do gol alemão e marcou. Porém, enquanto os fãs russos de hóquei no gelo ainda estavam comemorando o gol, a Alemanha levou apenas dez segundos para responder e empatar o jogo novamente com um gol de Dominik Kahun.
Alguns minutos depois, o defesa alemão Jonas Muller colocou outro disco na rede russa para dar a sua equipe a vantagem de 3-2 e silenciar os fãs russos desapontados. O jogo para a equipe de atletas olímpicos da Rússia foi de mal a pior, já que Sergei Kalinin recebeu uma penalidade dando à Alemanha uma vantagem de dois minutos com um jogador a mais.
Com a ausência de um jogador no gelo, os russos conseguiram mudar da defesa para a explosão ofensiva, que viu Nikita Gusev embalar a rede do time alemão com outro puck para empatar a pontuação em 3-3 no último minuto, mandando o jogo para a prorrogação.
Aos dez minutos da prorrogação os alemães sofreram uma penalidade deixando os russos com um jogador a mais no gelo por 2 minutos; o russo Kirill Kaprizov estava lá para aproveitar a oportunidade e marcou o gol da vitória para dar o tão sonhado ouro olímpico aos russos.

Após a vitória os atletas russos cantaram o hino nacional russo durante a cerimônia da medalha - uma violação de uma regra que o COI estabeleceu para os atletas para estas Olimpíadas. A Rússia foi banida dos Jogos devido a um escândalo de doping em 2014, mas os atletas russos que provaram que estavam limpos podiam competir sob a bandeira olímpica neutra.

"Todo mundo sabe que não somos atletas olímpicos da Rússia - somos russos", disse Ilya Kovalchuk à TV russa.

O defesor russo Bogdan Kiselevich disse que os jogadores sentiram que tinham que fazer alguma coisa. "Nós cantamos porque somos pessoas russas e quando você ganha, o hino é tocado", disse ele. "está em nossas almas e corações".

Melhores momento da final olímpica: